Publicidade

Nissan dobra lucro operacional trimestral, apesar da escassez de semicondutores

Nissan dobra lucro operacional trimestral, apesar da escassez de semicondutores

Publicidade

TÓQUIO – O lucro operacional da Nissan Motor Co. quase dobrou no último trimestre, visto que os controles de custos, melhor poder de preços e incentivos menores impulsionaram os resultados – apesar da crise de semicondutores em andamento –  levando a montadora a elevar sua perspectiva de lucro para o ano inteiro.

O lucro operacional subiu para 52,2 bilhões de ienes (US$ 453,5 milhões) no terceiro trimestre fiscal da montadora encerrado em 31 de dezembro, ante 27,1 bilhões de ienes (US$ 235,4 milhões) um ano antes, informou o COO Ashwani Gupta na terça-feira ao anunciar os resultados financeiros da empresa.

A Nissan também recuperou um lucro líquido trimestral de 32,7 bilhões de ienes (US$ 284,1 milhões), revertendo um prejuízo líquido de 37,8 bilhões de ienes (US$ 328,4 milhões) no ano anterior, segundo comunicado da montadora.

A receita caiu 0,8% para 2,21 trilhões de ienes (US$ 19,2 bilhões) no período de outubro a dezembro, com as vendas globais caindo 16% para 904.000 veículos, devido à produção limitada.

No recém-concluído terceiro trimestre fiscal, as vendas na América do Norte caíram 19% para 262.000 unidades. Mas o lucro operacional regional disparou quase seis vezes para 85,1 bilhões de ienes (US$ 739,4 milhões) no período, impulsionado por incentivos mais baixos, uma melhor combinação de modelos e uma taxa de câmbio favorável.

As vendas na Europa caíram 18% para 90.000 veículos, enquanto o lucro operacional regional caiu 33% para 2,0 bilhões de ienes (US$ 17,4 milhões) em relação ao prejuízo do ano anterior.

Gupta confirmou para uma reportagem da mídia japonesa que a Nissan deixará de desenvolver novos motores de combustão interna para a Europa a partir do advento dos padrões de admissão Euro 7, à medida que os consumidores migram para veículos elétricos. Entretanto Gupta informou que a Nissan continuará desenvolvendo usinas de combustão para outros mercados onde elas fizerem sentido. Ele apontou para o carro Z redesenhado e o crossover Rogue como os tipos de veículos a gasolina ainda em alta demanda em certos mercados.

Para o ano fiscal completo que termina em 31 de março, a Nissan elevou sua previsão de lucro operacional para 210,0 bilhões de ienes (US$ 1,82 bilhão), de uma previsão anterior de 180,0 bilhões de ienes (US$ 1,56 bilhão).

As taxas de câmbio benéficas contribuíram para as perspectivas mais animadoras.

Atingir a meta eliminaria uma perda operacional de 150,7 bilhões de ienes (US$ 1,31 bilhão) em relação ao ano fiscal anterior e proporcionaria uma margem de lucro operacional de 2,4%.

Apesar da perspectiva melhorada, a Nissan manteve sua meta de vendas inalterada em 3,8 milhões de veículos para o atual ano fiscal. Isso representa um declínio de 6,2% em relação aos 4,05 milhões de veículos vendidos no ano anterior, já que a Nissan reduziu a produção devido à escassez global de semicondutores.

A Nissan havia previsto originalmente 4,4 milhões de unidades de vendas neste ano fiscal, e Gupta disse que o gargalo do microchip havia cortado cerca de 600.000 veículos do volume mundial da Nissan.

Fonte: Automotive News

 

CATEGORIAS

COMMENTS

Wordpress (0)
Disqus ( )