Publicidade

Preço do petróleo nos EUA sobe 11% e barril chega a US$ 106, seu nível mais alto em 7 anos provocado pelo ataque da Rússia à Ucrânia

Preço do petróleo nos EUA sobe 11% e barril chega a US$ 106, seu nível mais alto em 7 anos provocado pelo ataque da Rússia à Ucrânia

Publicidade

Os preços do petróleo subiram na terça-feira (1), com o petróleo dos EUA atingindo seu nível mais alto desde junho de 2014, enquanto a Rússia pressiona a capital da Ucrânia.

Os contratos futuros do petróleo West Texas Intermediate, referência do petróleo dos EUA, saltaram 11,5% nas máximas do dia, para US$ 106,78 por barril. O contrato caiu nesse nível durante as negociações da tarde e encerrou a sessão em US$ 103,41, com ganho de 8,03%.

O petróleo Brent de referência internacional atingiu uma alta de US$ 107,57 por barril, preço visto pela última vez em julho de 2014. O contrato encerrou o dia em US$ 104,97 por barril, com ganho de 7,15%.

Os preços atingiram a marca de US$ 100 na quinta-feira passada, quando a Rússia invadiu a Ucrânia, provocando temores de interrupções no fornecimento da principal exportadora Rússia, no que já é um mercado muito apertado.

A Agência Internacional de Energia concordou na terça-feira em liberar 60 milhões de barris de petróleo das reservas globais, em um esforço para aliviar algumas das atuais restrições de oferta.

“A situação nos mercados de energia é muito séria e exige nossa total atenção”, declarou o diretor executivo da IEA, Fatih Birol, em comunicado. “A segurança energética global está sob ameaça, colocando a economia mundial em risco durante um estágio frágil de recuperação.”

Segundo a agência, a liberação de 60 milhões de barris representa 4% dos estoques de emergência dos membros de 1,5 bilhão de barris. A redução coordenada é apenas o quarto esforço desse tipo na história da IEA. Como parte do esforço, os EUA liberarão cerca de 30 milhões de barris, informou a Casa Branca em comunicado.

Fonte: CNBC

CATEGORIAS

COMMENTS

Wordpress (0)
Disqus ( )