Publicidade

U.S. Navy Implanta Configuração Aérea do SM-6

U.S. Navy Implanta Configuração Aérea do SM-6

Publicidade

A Marinha dos Estados Unidos anunciou que a configuração aérea do míssil SM-6, conhecida como AIM-174, está oficialmente operacional. Esta variante representa a maior capacidade de combate aéreo de longo alcance já implementada pela marinha americana.

Detalhes da Configuração Aérea do SM-6

O míssil AIM-174, parte da família SM-6, foi visto pela primeira vez em um F/A-18F Super Hornet durante testes em 2021. Após várias avaliações, a Marinha dos EUA confirmou sua integração e capacidade operacional nas esquadras de Super Hornet do Carrier Air Wing 2, embarcado no USS Carl Vinson (CVN-70). Essa implementação coloca a marinha dos EUA ao lado de outras potências globais que utilizam mísseis de longo alcance, como o Meteor europeu, o R-37M russo e o PL-15 chinês.

Capacidades e Operacionalidade

O AIM-174 já está em serviço ativo, provavelmente em uma capacidade inicial de operação. A sua inclusão na frota é uma resposta às crescentes ameaças aéreas e um complemento ao míssil AIM-260 JATM, em desenvolvimento pela Lockheed Martin para a Força Aérea e a Marinha dos EUA. Durante o exercício RIMPAC 2024, o USS Carl Vinson, junto com o AIM-174, participa de manobras que envolvem 29 nações e mais de 25.000 militares.

Importância Estratégica

A introdução do SM-6 Air Launched Configuration fortalece a capacidade de defesa e ataque aéreo da Marinha dos EUA, permitindo maior alcance e precisão em missões de combate. Esta evolução tecnológica assegura a superioridade aérea americana em cenários de conflito global.

CATEGORIAS
TAGS