Publicidade

Volkswagen e principais acionistas fecham acordo para oferta de ações da Porsche

Volkswagen e principais acionistas fecham acordo para oferta de ações da Porsche

Publicidade

FRANKFURT/BERLIM – O Grupo Volkswagen e seu principal acionista Porsche Automobil Holding SE firmaram um acordo-quadro para uma possível listagem no mercado de ações da icônica marca de carros esportivos Porsche, aproximando-se do que poderia se tornar uma das maiores estreias no mercado de ações do mundo.

O potencial IPO pode acontecer no quarto trimestre de 2022, declarou Arno Antlitz, diretor financeiro da controladora Volkswagen Group.

Descrevendo as principais etapas de tal transação, Antlitz disse que a VW atualizaria os mercados sobre o progresso e o cronograma de uma listagem no final do verão.

“A viabilidade real de um IPO depende de vários parâmetros diferentes, bem como das condições gerais do mercado”, disse a VW em comunicado na quinta-feira. “Ainda não foram tomadas decisões finais.”

O anúncio vem logo após a invasão da Ucrânia pela Rússia, que provocou volatilidade nos mercados mundiais e preocupações com preços mais altos de energia.

A maior montadora da Europa anunciou há dois dias que mapeou uma estrutura para um possível acordo e estava em negociações avançadas sobre um IPO da divisão mais lucrativa do grupo. Uma oferta elevaria a avaliação do grupo e ajudaria a financiar sua mudança para carros elétricos.

“Para mim, isso marca um ponto de inflexão e o momento ideal para a transação potencial, a fim de desencadear nosso impulso de mudança de veículos elétricos”, informou o CEO do Grupo VW, Herbert Diess.

A listagem planejada, estimada para avaliar a Porsche em até 85 bilhões de euros (US$ 95,3 bilhões) pela Bloomberg Intelligence, reverteria parcialmente uma aquisição tumultuada da empresa com sede em Stuttgart há mais de uma década.

A VW revelou mais detalhes de um possível IPO na quinta-feira. O capital social da marca seria dividido em 50% entre ações preferenciais, que não têm direito a voto, e 50% ações ordinárias com direito a voto.

Até 25% das ações preferenciais poderiam ser vendidas no mercado de capitais e a Porsche Automobil Holding – principal veículo de investimento da família proprietária de bilionários Porsche e Piech – adquiriria 25% mais uma ação das ações ordinárias. Isso daria à família uma minoria de bloqueio nas decisões estratégicas.

A Volkswagen proporá a distribuição de um dividendo especial no caso de um IPO bem-sucedido no valor de 49% do total de receitas brutas. Isso ajudaria as famílias Porsche e Piech a financiar a aquisição da participação direta no que costumava ser sua empresa familiar.

Fonte: Auto News

CATEGORIAS
TAGS

COMMENTS

Wordpress (0)
Disqus ( )