Publicidade

Corteva inaugura na Europa seu primeiro centro de tecnologias aplicadas em sementes

Corteva inaugura na Europa seu primeiro centro de tecnologias aplicadas em sementes

Publicidade

A Corteva Agriscience inaugurou um novo Centro de Tecnologias Aplicadas a Sementes (CSAT) no sudoeste da França, com o objetivo de ajudar os agricultores da Europa a obter o melhor início de suas colheitas e uma colheita bem-sucedida.

O Centro de Aussonne é o primeiro da Corteva na Europa e o terceiro no mundo. O CSAT se concentrará no desenvolvimento de serviços, com forte investimento científico que fará parte de novas soluções de tratamento de sementes, para ajudar os agricultores a enfrentar os desafios de um setor agrícola em mudança. Os tratamentos de sementes podem proteger as plantas jovens de pragas e doenças e ajudar as mudas tenras a terem um início vigoroso que melhorará a produtividade.

Os CSATs atuam como um laboratório, centro de testes e estação de tratamento de sementes, com processos rigorosos em vigor para a descoberta, formulação e testes no mundo real de tecnologias aplicadas a sementes. Esse processo permite que os tratamentos de sementes protejam e resolvam os desafios da fazenda, agregando valor para os produtores.

Como resultado, mais agricultores poderão se beneficiar das inovações no tratamento de sementes, garantindo a precisão da dose de aplicação, melhor desempenho de campo e maior produtividade para os agricultores, além de aumentar a sustentabilidade de acordo com o compromisso de sustentabilidade da Corteva Agriscience.

O CSAT também trabalhará com colaboradores empresariais para fornecer serviços e testes a fim de ajudar a melhorar a qualidade dos tratamentos de sementes.

Igor Teslenko, presidente da Corteva Agriscience na Europa, declarou: “A abertura do primeiro CSAT na Europa é uma boa notícia para a inovação e ajudará a fornecer aos agricultores as ferramentas necessárias para uma produção de alimentos mais sustentável. Como as Tecnologias Aplicadas à Semente envolvem o tratamento da semente em vez da aplicação de soluções de proteção de cultivos no campo, elas podem ajudar a reduzir a pegada ambiental da agricultura. Acreditamos em uma abordagem colaborativa e é por isso que também estamos capacitando nossos colaboradores fornecendo acesso aos nossos serviços de formulação e teste. Desta forma, os agricultores são apoiados na obtenção dos melhores produtos possíveis do mercado. A Corteva Agriscience investiu quase € 6 milhões neste projeto como parte dos esforços para fortalecer nossa oferta de sementes. Somos uma empresa focada em quem produz e em quem consome, e este Centro ajudará os agricultores a aumentar a produtividade e atender a demanda dos consumidores por uma agricultura mais sustentável.

A Corteva Agriscience também oferece um conjunto de soluções de Tecnologia Aplicada à Semente (SAT), que envolve o tratamento da semente, incluindo Lumiposa e Lumivia para tratamento de sementes com inseticida, Lumisena e Lumiflex para controle de tratamento de sementes com fungicida e Lumidapt, uma nutrição de crescimento aplicada em sementes para lavouras.

Fonte: Indian Chemical News

Notícias do setor Agro você encontra aqui no portal da indústria brasileira Indústria S.A.
CATEGORIAS
TAGS